CATEDRAL DA SÉ

RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO - CIDADE VELHA - Arquitetura religiosa - Catedral


   0
   Valorar

Compartir en Facebook

Compartir en Google+

A Sé estava localizada numa zona de destaque no bairro de São Sebastião, assente sob uma plataforma a trinta metros acima do nível do mar, dominando todo o panorama da cidade.

A Catedral de Cidade Velha foi a primeira construída na costa ocidental africana, por iniciativa de Frei Francisco da Cruz, o terceiro bispo de Cabo Verde.

Ela começou a ser construida a partir de 1556, ao mesmo tempo, que foi construído o palácio episcopal, atualmente desaparecido. As obras foram concluidas quase dois séculos depois, em 1700, e foi destruída em 1712 com a invasão e saque da cidade velha pelos corsários franceses liderados por Jacques Cassard.

Trata-se de uma catedral característica do renascimento tardio composto por uma nave e por um duplo transepto. O cruzamento do transepto marca a separação entre a nave e o coro que é mais estreito. O santuario e as duas torres de sino que enquadravam a porta principal já não existem, mas os grandes muros laterais restantes sim.



CATEDRAL DA SÉ

Em termos arquitetónicos podemos verificar que a Catedral possui uma característica renascentista, de planta retangular e nave única com a proporção do duplo quadrado. Duas torres sineiras a ladear a porta principal. De salientar a gramática renascentista nos trabalhos de cantaria dos vãos de portas e janelas. 

Embasamento proeminente. Na fachada oeste dois panos, separados por pilastras, demarcando o espaço entre a capela-mor e a sacristia, fenestrações de moldura recta em cantaria, existindo uma janela com grade. Degrau na porta principal em pedra tumular epigrafada.

Interior de nave única interceptada por transepto com dois tramos e duas capelas laterais em cada um dos lados do transepto, capela-mor de grande profundidade com três janelas em cantaria com capialço de cada lado e uma porta de moldura biselada com vão oblíquo do lado direito, sacristia de planta rectangular adossada à parede fundeira da capela-mor. (SIPA- DGPC)



CATEDRAL DA SÉ

CONCELHO        Ribeira Grande de Santiago
LOCALIDADE     Cidade Velha
ENDEREÇO        São Sebastião



CATEDRAL DA SÉ

Paredes autoportantes  de cantaria. Basalto local; argamassa de cal aérea em pasta oriunda de Portugal; pozolana da Ilha de Santo Antão; areia britada da Ilha de Santiago e areia branca da Ilha de Maio. (SIPA- DGPC)



CATEDRAL DA SÉ

IPPC: 1989 - intervenções arqueológicas para recuperar elementos para o seu restauro; INAC / IPPC: 1991 / 1992 / 1993 - segunda fase dos trabalhos arqueológicos onde foram expostas algumas sepulturas, entre elas a do 1º bispo residente em Cabo Verde, D. João Parvi, que inicialmente teria sido enterrado na igreja de Nossa Senhora do Rosário;

IPPAR / IIPCCV: 2003, Maio - 1ª. fase - início dos trabalhos de restauro e consolidação, cujas ruínas estavam em risco de colapso iminente;

2004, 26 de Fevereiro - recepção provisória das obras de consolidação, consistindo na elevação de contrafortes, nos sítios onde existiram paredes entretanto desaparecidas, em alvenari de pedra idêntica para travamento das paredes existentes que se encontravam desapoiadas; enchimento de lacunas da mesma alvenaria e outras técnicas de consolidação; 2ª. fase - da responsabilidade do arquitecto Siza Vieira - restauro da zona envolvente com o objectivo de abrir as ruínas à visita pública e permitir a realização de cerimónias ou de espectáculos de natureza cultural; reposição do antigo adro e a construção de um centro de imterpretação. (SIPA- DGPC)



CATEDRAL DA SÉ

A Catedral da Sé faz parte do conjunto hisórico de Cidade Velha declarada Patrimônio Mundial da Humanidade em 2009, pela UNESCO.



CATEDRAL DA SÉ

- SIPA-Sistema de Informação para o Património Arquitetónico. DGPC- Direção-Geral do Património Cultural. http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SitePageContents.aspx?id=08a335ea-db85-4fdd-862b-fe6e623e44a8 consultada em 12/07/18.

-HPIP – Patrimônio de Influência Portuguesa. http://www.hpip.org/def/pt/Conteudos/Contextos consultada en 22/06/18.

-REBOCHO, Nuno. “Dois séculos de história de corsários na Ribeira Grande de Santiago, Cidade Velha”. 2014. http://cidadevelha1462.blogspot.com/2014/01/0487-dois-seculos-de-historias-de.html consultada em 12/08/18.

- GOMES, Lourenço: Urbe, memória e crítica da arte: Centro Histórico da Praia - Extremo - Sul (de 1840 à actualidade). 2011. Praia. Edições Uni-CV.

Equipe de redação e investigação: Unidade de Arquitetura Fundação CICOP.

Miguel Ángel Fernandez Matran-Director

Gislaine Hasse- Arquiteta

Aarón José Armas de la Rosa- Arquiteto técnico

Fotografias:

Felipe Monzón

Gislaine Hasse



CATEDRAL DA SÉ
Descripción Documento Descargar Documento
Ficha GPC CICOP

No existe/n Bien/es Relacionado/s